A diarreia em gatos é muito comum e pode ter origem em diversas causas. Mas o maior objetivo da diarreia é proteger a mucosa intestinal, principalmente nos gatos. Entretanto, ela sempre merece uma atenção toda especial se for por um período prolongado.

Assim como nos seres humanos, os animais também estão sujeitos a uma indisposição intestinal passageira em razão de terem ingerido algum alimento que não tenha assentado bem, ou contaminado por bactérias, protozoários e vírus.

Principais causas da diarreia em gatos

Se a diarreia em gatos for ocasionada por fatores externos simples, como a ingestão de algum alimento que a tenha provocado, costuma passar em poucos dias.

Porém, se o quadro persistir e surgirem outros sintomas como emagrecimento, febre, vômitos, apatia e perda de apetite, pode significar uma doença mais grave como cuidar de gato engasgado.

Em ambos os casos, o melhor a ser feito é procurar o veterinário para investigar a sua causa, mesmo porque a diarreia pode causar um quadro de desidratação e por em risco à vida do gato.

Alguns fatores podem levar o gato a ter diarreia. Listamos 10 deles a seguir.

1. Mudança na alimentação

A causa mais comum da diarreia em gatos é a troca da alimentação.

O sistema digestivo dos gatos, assim como o dos cachorros, é muito sensível a mudanças alimentares. A troca da alimentação deve ser feita com cautela e de forma gradual para não provocar desarranjos intestinais.

Muitos donos de animais deixam de lado esse procedimento básico na troca da alimentação e acabam culpando a nova ração por provocar a diarreia.

Especialistas em alimentação felina apontam que a melhor conduta para trocar a alimentação do gato deve ser feita da seguinte maneira:

  1. Incluir por dois dias consecutivos somente 20% da nova ração, misturado a 80% da ração costumeira;
  2. No terceiro e quarto dia, incluir 40% da ração nova;
  3. No quinto dia, a quantidade sobe para 60%;
  4. No sexto dia, incluir 80% da nova ração;
  5. No sétimo dia, ou seja, ao final de uma semana, o gato já poderá receber 100% da nova ração.

2. Alimentos deteriorados

Os gatos são animais bastante curiosos e adoram fuçar nas coisas.

Se o felino costuma dar umas voltinhas pelas ruas, é bem provável que a diarreia tenha origem em alimentos deteriorados que ele possa ter ingerido, bem como alguns insetos e até mesmo um rato.

Para prevenir esse tipo de contaminação, o ideal é não deixar o gato passear sozinho e evitar deixar sacos de lixo ao seu alcance e tempo de gestação dos gatos.

3. Envenenamento

O envenenamento por pesticidas usados para conter as pragas urbanas como ratos, baratas e moscas varejeiras também pode causar a diarreia em gatos se eventualmente eles ingerirem algum inseto que tenha consumido o veneno.

Mais um motivo para não deixar que o gato saia para passear sozinho. Às vezes, o veneno é tão forte que pode levar o gato à morte.

4. Vírus

Um dos sintomas de infecção causada por vírus é a diarreia, que em alguns casos pode levar à morte.

Algumas doenças são bastante perigosas:

  • A Panleucopenia e a Coronavirose, para as quais existe vacina;
  • O Rotavirus e o Astrovirus;
  • A Leucemia Felina (FELV);
  • O Vírus da Imunodeficiência Felina (FIV), que pode ser prevenido.

O diagnóstico dessas doenças é feito através de exames laboratoriais e avaliados pelo veterinário.

5. Bactérias

Alguns tipos de bactérias como a Salmonella, Escherichia coli e a Campylobacter (que são as mais comuns) podem causar a diarreia em gatos.

Seu diagnóstico também é feito através de exames laboratoriais e de outros sintomas que o felino apresentar.

6. Parasitas

Os vermes e alguns parasitas também são responsáveis pela diarreia em gatos. Os mais comuns são:

  • Giardia;
  • Lombrigas;
  • Coccidia;
  • Ancilóstomo;
  • Criptosporidiose;
  • Toxoplasma, responsável pela tão falada Toxoplasmose.

Além da diarreia, o gato apresenta outros sintomas como prostração, falta de apetite, isolamento, anemia e desidratação.

7. Alergias

É bastante comum alergias provocadas por determinados ingredientes que compõe a ração do gato como corantes, por exemplo. Outro fator desencadeante de alergia nos felinos é o uso de determinados medicamentos.

Nesses casos, o ideal é que se procure o veterinário para que sejam investigados os possíveis responsáveis pela alergia.

8. Doença inflamatória intestinal

Esta é uma doença crônica, ocasionada por fatores genéticos, que atinge um grande número de gatos.

Se a diarreia ocorrer ao longo de vários meses, porém, com espaço curto de duração como dois dias, o melhor é procurar um veterinário para um diagnóstico mais exato.

9. Mudanças na rotina

Os felinos são muito sensíveis a mudanças e estranham com facilidade qualquer coisa que os tire da rotina e que acabam por abalar o seu estado psicológico.

Um dos fatores desencadeantes da diarreia em gatos é a mudança de residência, bem como outras alterações na sua rotina como passar muitas horas sozinho ou conviver com outros animais que não tinha contato.

10. Diarreia em gatos e outras doenças

A diarreia em gatos pode ser apenas um dos sintomas relacionados a outras doenças como as hepáticas, renais, diabetes, pancreatite e tumores, por exemplo.

Outro problema bastante comum é a presença de bolas de pelos no intestino, uma vez que o bichano fica o tempo todo se lambendo.

Como prevenir a diarreia em gatos?

Existem algumas maneiras simples de prevenir a diarreia em gatos. Veja só:

  • Verificar sempre a data de validade da ração;
  • Não deixar sacos com restos de comida ao alcance do gato;
  • A troca de alimentação deve ser feita gradualmente, como foi explicado acima;
  • Manter a vacinação, bem como a vermifugação, sempre em dia;
  • Não permitir que o felino dê umas voltas pela rua sozinho;
  • Pentear o gato pelo menos três vezes por semana para retirar os pelos mortos, evitando que ele engula e fique com bolas de pelos em seu intestino;
  • Não oferecer alimentação de humanos, a não ser que ele tenha Alimentação Natural (AN), devidamente recomendada pelo veterinário;
  • Ficar atento se o gato está bebendo água o suficiente.

Soro caseiro para tratar diarreia em gatos

O mais correto a ser feito quando o gato estiver com diarreia por mais de um dia é levá-lo ao veterinário para que se investiguem as causas.

Entretanto, como a diarreia em gatos pode levar a um quadro de desidratação, o soro caseiro pode ser oferecido ao bichano sem problemas. Anote:

  • 200 ml de água fervida;
  • 1 colher de sobremesa de açúcar;
  • 1 pitada de sal.

O ideal é oferecer ao gato pequenas quantidades de soro várias vezes ao dia.

E agora que você já sabe mais sobre a diarreia em gatos, fique sempre atento e cuide do seu companheiro!